Conheça a Escola do Trabalhador

Até o final do ano, serão oferecidos 50 cursos gratuitos online

Guia de Bolso | 17 de abril de 2018
escola
trabalhador
Conheça a Escola do Trabalhador
Conheça a Escola do Trabalhador

Está chegando o Dia do Trabalhador. O feriado – comemorado em várias partes do mundo no dia 1º de maio – relembra manifestações e lutas sindicais históricas, reivindicando melhores condições de trabalho.

Ao longo do tempo, a situação dos trabalhadores evoluiu. Mas, certamente, ainda existem desafios a enfrentar. No caso do Brasil, por exemplo, a recente crise financeira pela qual passou o país resultou em um alto índice de desempregados.

Pensando nisso, o Governo Federal criou a Escola do Trabalhador – uma plataforma que oferece cursos online de qualificação profissional, ampliando as oportunidades dos trabalhadores que queiram ingressar ou recolocar-se no mercado.

Saiba mais sobre a Escola do Trabalhador:

 

Cursos gratuitos online

Para participar dos cursos da Escola do Trabalhador, além de não ser necessário pagar, também não é exigida uma idade mínima, não há horário fixo ou local nem é preciso comprovar escolaridade ou experiência prévia.

Isso porque os cursos são realizados totalmente online e qualquer pessoa com acesso à internet pode inscrever-se para participar. Observa-se, apenas, que alguns cursos podem ser mais indicados para quem já possua algum conhecimento prévio do assunto para melhor compreensão do que será estudado.

 

Como são os cursos da Escola do Trabalhador?

Compostos de textos, vídeos e jogos, com navegação intuitiva e linguagem simples, os cursos são formados por módulos de aproximadamente 40 horas cada (sendo que o número de módulos varia de acordo com o curso).

Ao final de cada módulo, o participante deve fazer uma avaliação que serve de base para o recebimento do certificado de conclusão daquela fase. Ao concluir todos os módulos, o trabalhador que tiver sucesso nas avaliações é certificado pela Universidade de Brasília (UnB).

Não há intermediação de professores ou tutores, mas é possível enviar mensagens, se necessário, pela seção Contato do portal.

É importante notar que os cursos são disponibilizados aos poucos na plataforma. E cada módulo fica acessível por apenas dois meses, tempo estimado para a conclusão das atividades com tranquilidade.

 

Como inscrever-se em um curso da Escola do Trabalhador?

Antes de tudo, acesse a Escola do Trabalhador e confira a lista atualizada de cursos disponíveis.

No momento, há 24 oportunidades*:

 

Eixo temático: Informação e Comunicação
Curso: Segurança da Informação

 

Eixo temático: Ambiente e saúde
Cursos:

 

Eixo temático: Turismo, Hospitalidade e Lazer
Cursos:

 

Eixo temático: Recursos naturais
Cursos:

 

Eixo temático: Desenvolvimento educacional e social
Curso: Português básico para o mundo do trabalho

 

Eixo temático: Produção alimentícia
Curso: Higiene na indústria de alimentos

 

Eixo temático: Segurança
Curso: Segurança da informação

 

Eixo temático: Produção cultural e design
Curso: Gestão da Qualidade

 

Eixo temático: Produção industrial
Curso: Gestão da Qualidade

 

Eixo temático: Gestão e negócios
Cursos:

 

Eixo temático: Infraestrutura
Curso: Análise de riscos na construção civil

 

Eixo temático: Controle e processos industriais
Curso: Processos industriais

 

*Consulta realizada em março de 2018.

 

Após escolher o curso desejado:

 

Certificações e acompanhamento

Até o final de 2018, a Escola do Trabalhador deverá oferecer 50 cursos online gratuitos. A UnB é encarregada por pesquisar as áreas que estão precisando de mão de obra capacitada, para disponibilização gradual dos cursos na plataforma, de acordo com as necessidades do mercado.

A Universidade de Brasília também é responsável pelo acompanhamento da trilha formativa dos trabalhadores que fizerem cursos da Escola do Trabalhador. Com base nos dados da Rais e do Caged, a UnB vai analisar a qualificação dos participantes e sua provável colocação no mercado, de forma a direcionar as futuras políticas públicas na área.

 

 

Gostou dessas dicas de qualificação profissional? Você também vai gostar de conhecer o maior Sistema Cooperativo Financeiro do país, o Sicoob.

Gostou dessa dica? Cooperação começa por aqui, compartilhe esse conhecimento.


Assine nossa newsletter!


    Matérias que você também pode gostar