Mara Luquet fala das vantagens de cooperativas financeiras

Especialista em finanças pessoais do Jornal da Globo diz que vale a pena conhecer o modelo.

Vantagens da Cooperação | 21 de outubro de 2015
cooperativas
cooperativas financeiras
Dicas da economista Mara Luquet
Economista
Mara Luquet
vantagens de cooperativas
vantagens de cooperativas financeiras
vantagens de cooperativas financeiras
vantagens de cooperativas financeiras

De acordo com o Jornal da Globo, as instituições financeiras cooperativas têm sido cada vez mais procuradas em virtude dos baixos juros oferecidos. Em 2013, o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo - SNCC - cresceu o dobro (21%) do sistema financeiro tradicional - bancos públicos e privados (10%). Somadas, as cooperativas de crédito já são a sexta maior instituição financeira do Brasil. E apesar da participação delas no mercado financeiro nacional ainda ser muito pequena, isso tende a mudar.

A própria comentarista de finanças pessoais, Mara Luquet, mostrou-se surpresa com as vantagens descobertas nas cooperativas financeiras.

Veja o vídeo com a reportagem de Ricardo Von Dorff e o comentário de Mara Luquet.

Descubra por que uma cooperativa financeira pode ser a melhor opção.

Vale a pena?

Atualmente as cooperativas financeiras (também chamadas de cooperativas de crédito) oferecem uma prateleira de produtos muito semelhante a dos bancos comuns. Mas em cooperativas você vai encontrar custos muito menores*. Portanto, segundo Mara Luquet, vale a pena pelo menos conhecer o que as cooperativas oferecem, nem que seja para usar como instrumento de negociação com o banco.

*Cooperativas não visam lucro, por isso podem oferecer serviços e produtos com taxas que chegam a ser até 20% menores que em bancos comuns.

Seus Ganhos

--- Cotas

Você precisa adquirir cotas para ser associado de uma cooperativa (já que a cooperativa não tem clientes; todos são donos). Mas a especialista lembra que as cotas são um investimento, pois você pode retirá-las depois e ter uma rentabilidade boa.

--- Custos

São bem mais baixos que em um banco comum. A comentarista dá o exemplo dos juros do cheque especial, que em um banco podem chegar a 14%, enquanto em uma cooperativa giram em torno de 4%.

--- Sobras

A especialista explica que, como as cooperativas não visam lucro, os resultados das captações vão para os associados. As cotas dão direito a receber as sobras, que são uma parte do ganho da cooperativa.

Seus deveres

--- Eleger representantes e acompanhar políticas

Como a própria Mara Luquet comenta, esse é "um dos pontos mais legais", afinal, numa cooperativa você participa de todas as decisões (o poder de voto é igual entre todos os associados), você acompanha as políticas de crédito e de serviço e participa da evolução da instituição (não é um simples cliente).

Onde achar

O Banco Central acompanha de perto a evolução do sistema cooperativo e tem avaliado muito bem a governança e transparência do modelo. No site do BC, você encontra mais informações.

Conheça também o maior sistema cooperativo de crédito do Brasil - o Sicoob.

10 diferenças entre bancos e cooperativas financeiras.

 

Gostou dessa dica? Cooperação começa por aqui, compartilhe esse conhecimento.


Assine nossa newsletter!


    Matérias que você também pode gostar