Oferecer horário flexível é vantajoso?

Modelos, vantagens e desafios da jornada flexível ou móvel

Guia de Bolso | 26 de agosto de 2019
flexibilidade
horário flexível
Oferecer horário flexível é vantajoso?
Oferecer horário flexível é vantajoso?

Atrair e reter talentos tem sido um desafio enfrentado por muitas empresas atualmente. Sabia que oferecer horário flexível aos colaboradores pode contribuir para superar esses objetivos e ainda influenciar positivamente nos resultados da sua empresa?

Segundo uma pesquisa realizada pelo International Workplace Group (IWG) com mais de 15 mil entrevistados, ao escolher entre duas vagas semelhantes, uma com jornada fixa e outra com horário flexível, 83% das pessoas elegeriam ter mais liberdade para controlar seu ritmo de trabalho.

“O estudo confirma não só que a flexibilidade no ambiente de trabalho traz mais produtividade para os funcionários, mas que essa passou a ser uma exigência quando eles buscam uma colocação no mercado, explica Tiago Alves, presidente do IWG no Brasil.

Por outro lado, essa flexibilização causa preocupação em alguns gestores, que temem não poder controlar completamente as ações dos seus colaboradores em regimes de jornada flexível ou jornada móvel.

Afinal, é vantajoso para a empresa oferecer horário flexível aos trabalhadores? É vantajoso para os funcionários adotar um regime assim? Quais são as implicações disso para ambas as partes? E como implementar o horário flexível, se for o caso? Veja tudo isso a seguir:

 

Modelos de horários flexíveis

Antes de mais nada, é válido saber que existem pelo menos três modelos de horários flexíveis que é possível adotar:

Há também quem associe a jornada flexível com a jornada móvel, em que os colaboradores têm flexibilidade não apenas de horários, como também de ambientes de trabalho, podendo optar por home office (trabalhar de casa) ou até por outros lugares.

 

Vantagens e desafios para a empresa

A empresa que decide implementar o horário flexível ou a jornada móvel, normalmente, tem que enfrentar alguns desafios, como:

A boa notícia é que já existem inúmeros softwares, plataformas e aplicativos que ajudam a superar essas questões de comunicação e monitoramento. Além disso, há uma série de vantagens em oferecer modelos de trabalho mais flexíveis, como:

Empréstimo empresarial: como escolher o melhor?

 

Vantagens e desafios para os colaboradores

Para os trabalhadores que podem optar por modelos mais flexíveis de trabalho, o maior desafio costuma ser relativo à disciplina e organização do tempo. Profissionais que têm dificuldade com o cumprimento de prazos podem encontrar problemas na falta de supervisão.

Por outro lado, os trabalhadores que praticam uma boa autogestão têm diversas vantagens na adoção da jornada flexível ou remota, entre elas:

Omnichannel: a integração dos canais de relacionamento.

 

Como implementar o horário flexível?

Em primeiro lugar, vale entender que a legislação trabalhista brasileira não tem nenhuma regulação vigente sobre a flexibilidade de jornada. Assim, a implementação desse tipo de modelo de gestão deve ser embasada em acordo coletivo, preferencialmente, com assistência do respectivo sindicato profissional.

Para a implementação, o empregador ou a empresa devem começar analisando o modelo de flexibilização que será adotado e verificando em que departamento(s) e/ou setor(es) é proveitoso oferecer essa condição.

Em seguida, deve ser elaborado um contrato coletivo especificando as regras e procedimentos de flexibilização (departamento/setor que abrange, períodos, formas de comunicação e de monitoramento dos profissionais, etc.).

Os princípios de flexibilização acordados devem ser comunicados a todos os funcionários por escrito. E, se a empresa trabalha com cartões de ponto e quadro de horários, deve ser acrescentada uma observação sobre a flexibilização nestes instrumentos, de forma a deixar claro para todos o novo sistema.

 

Gostou do artigo? Comente, compartilhe! Conheça também o maior Sistema Cooperativo Financeiro do Brasil, o Sicoob e faça parte!

 

Gostou dessa dica? Cooperação começa por aqui, compartilhe esse conhecimento.


Assine nossa newsletter!


    Matérias que você também pode gostar